Alunos entram em greve e ocupam campus da UFSJ em Ouro Branco

Mesmo com apelo do MEC pela desocupação de instituições de ensino, o movimento não para e vem crescendo. Dessa vez, alunos do Alto Paraopeba disseram sim à greve e à ocupação do campus

Em assembleia, alunos do CAP decidem entrar em greve. Eles também vão ocupar campus da UFSJ (Foto: Ascom Diretório Acadêmico)
Assembleia de alunos do CAP delibera greve. Eles também vão ocupar campus da UFSJ (Foto: Ascom Diretório Acadêmico)

Assembleia realizada pelo movimento estudantil do Campus Alto Paraopeba (CAP) da UFSJ foi favorável ao indicativo de greve dos alunos. Eles se reuniram no finalzinho da tarde dessa terça-feira (1º), na unidade da Federal instalada em Ouro Branco.

O placar foi de 331 votos a favoráveis à greve, 142 contrários e seis abstenções. Agora, os alunos vão se reunir para deflagrar o movimento na próxima segunda-feira (07).

A plenária de greve contou com a participação de 479 estudantes do CAP. Segundo a organização, essa é a segunda maior assembleia da UFSJ, que ficou atrás apenas da realizada no Campus de Divinópolis, com 609 alunos.

A organização informou ainda que a assembleia seguiu todos trâmites legais, definidos pelo estatuto social das engenharias, com palavra aberta para pontos a favor e contrários à greve, leitura de parecer jurídico de greve estudantil, sobre direito dos estudantes. Depois ocorreu o pleito, com votos nominais.

O movimento estudantil ainda decidiu, após a assembleia, ocupar o CAP. Os alunos estão montando uma base para sustentar a ocupação com equipes de segurança, comunicação, infraestrutura e setor jurídico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *