Aplicativo “Polícia Popular” ajuda prevenir execução de crimes

Colaboradores podem acionar vários alarmes imagem reprodução do app)
Colaboradores podem acionar vários alarmes (imagens reprodução do app)

A violência está por toda parte, a tecnologia também. Pensando nisso, o app Polícia Popular permite que vítimas acionem o software do smartphone e comunique as outras pessoas sobre casos ocorridos em região próxima a que elas se encontram

O aplicativo (app) Polícia Popular, apesar de inspirado na Lei Maria da Penha, possui várias funcionalidades para delatar ocorrências e até evitar que crimes mais graves sejam cometidos. Ele gratuito e pode ser baixado na Google Play ou na App Store.

O Polícia Popular funciona de modo colaborativo. Ao acionar uma de suas funcionalidades, pessoas que tenham o app instalado em seus smartphones visualizarão, por meio de um mapa, o tipo de crime de que se trata e poderão socorrer a vítima ou até mesmo chamar a Polícia Militar através do botão 180.

Uma vantagem que o aplicativo promete é o anonimato, ao fazer uma denúncia, o usuário escolhe se quer ser identificado ou não.

Um exemplo disso é botão Maria da Penha. O usuário aciona rapidamente a funcionalidade desse tipo de crime e qualquer pessoa que possua o app, em toda a região, fica sabendo em tempo real o local exato do ocorrido.

Segundo dados da Secretaria de Políticas Públicas para as mulheres, em 2014, o Brasil era o 7º país no ranking de violências deste tipo. Uma em cada cinco mulheres considera já ter sofrido alguma violência de homens, conhecidos ou desconhecidos.

Humilhar, xingar, diminuir a autoestima, reprimir, controlar e expor a mulher são alguns dos atos que entram na classificação de “violência”, sendo esta não apenas física, como também verbal e psicológica.

Rede de colaboradores contra o crime
Rede de colaboradores contra o crime

Ainda segundo a Secretaria, mais de 60% das mulheres vítimas de violência preferem não denunciar a agressão por vergonha. “Com o alerta “Maria da Penha” do app, mesmo que ela não fale nada, quem está ao redor pode denunciar, expor o autor, deixar todos em estado de atenção, e assim, evitar uma tragédia”, explicam os desenvolvedores do app.

Os desenvolvedores do app, dizem ainda que sua principal característica é o “call to action”, que convida as pessoas a se engajarem em compartilhar ocorrências, informando e sendo informadas em tempo real. Dessa forma, há a possibilidade de tomar as precauções necessárias de acordo com o ocorrido na região em que se está.

Pensado como uma ferramenta de comportamento colaborativo, o Polícia Popular tem como objetivo levar mais segurança às pessoas através de um mapeamento dos casos de risco que acontecem a todo o momento nas cidades.

Além do botão Maria da Penha, o app traz alarmes de acidente, suspeitos, roubos, roubos de veículo, furto, pessoa desaparecida, animal perdido, motorista embriagado, drogas, sequestro, homicídio e foragidos.

Por: Douglas Caputo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *