BDMG lança linha de crédito para municípios atingidos pelas chuvas

bdmg-credito-municipios-chuvas
Cidades em decreto de emergência o calamidade pode solicitar recursos

O Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) lançou o “Programa BDMG Solidário”. O objetivo é promover ações emergenciais para cidades que tiverem decretado estado de emergência ou calamidade por conta da chuva. Os decretos devem ser reconhecidos pela Defesa Civil de Minas Gerais.

As medidas destinam-se aos setores público e privado. O anúncio foi feito pelo presidente do BDMG, Marco Aurélio Crocco, na sede do Banco, nesta quarta-feira (20).

Os recursos para o setor público serão disponibilizados por meio das linhas BDMG Maq (aquisição de máquinas e equipamentos novos); BDMG Cidades (edificações municipais); BDMG Urbaniza (iluminação pública, mobilidade e drenagem urbana) e BDMG Saneamento (água, esgoto e resíduos sólidos urbanos).

Cada Prefeitura poderá solicitar financiamento respeitando os limites legais de endividamento e de acordo com seu porte. O edital estará disponível no site do BDMG a partir de janeiro de 2018.

BDMG para empresas

bdmg-credito-municipios-chuvas
Linhas de crédito para setor público e privado

O BDMG também ofertará condições diferenciadas de renegociação de dívidas dos clientes localizados nas cidades afetadas.

Para as micro e pequenas empresas, o Banco vai oferecer taxas ainda mais baixas, a partir de 0,99% a.m. para financiamentos de R$ 5 mil a R$ 100 mil.

O prazo é de até 39 meses, incluindo carência de três meses para começar a pagar.

Para solicitar o financiamento e/ou renegociação com condições especiais, a empresa deverá entrar em contato no telefone (31) 3219-8000. O prazo para solicitações é até 28 de fevereiro de 2018.

O presidente do BDMG, Marco Crocco, ressaltou a importância de atuar no socorro às áreas atingidas pelas chuvas.

“Essa iniciativa une-se a todas as ações que o BDMG promove pelo desenvolvimento em todas as regiões e está em linha com as diretrizes do Governo do Estado. O Banco age tempestivamente para contribuir com a recuperação dos municípios mais afetados e para garantir a continuidade da atividade econômica”, afirmou.

trem-de-ler

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *