carmo-da-mata-morte-febre-amarela
Carmo da Mata registra primeira morte pela doença em Minas em 2018

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Carmo da Mata, cidade distante 55 quilômetros de Divinópolis, confirmou uma morte por Febre Amarela no município. O exame de sorologia feito pela Fundação Ezequiel Dias deu positivo para doença. O resultado foi divulgado nessa terça-feira (09).

A vítima, o topógrafo carmense Fabiano Corrêa, de 38 anos, morreu na madrugada de quarta-feira passada (03). Em entrevista por telefone, a Assessoria de Comunicação (Ascom) da Prefeitura informou que ele foi atendido na Santa Casa de Carmo da Mata dia 30 dezembro. Em seguida, foi transferido para o Hospital São Judas Tadeu, em Oliveira.

Apesar de morar na área urbana, Corrêa possuía um sítio localizado na comunidade rural de Forquilha de Baixo, local em que ele poderia ter contraído a doença, já que permaneceu na propriedade por seis dias antes de manifestar os sintomas da doença, conforme a Ascom.

carmo-da-mata-morte-febre-amarela
A vacina é a melhor forma de evitar a doença

Uma equipe da Gerência Regional de Saúde de Divinópolis foi para Carmo da Mata, nessa terça, monitorar a região onde a vítima poderia ter sido infectada. Eles procuram por primatas mortos, que podem ter sido infectados pelo vírus da doença. Os macacos são considerados aliados na detecção da Febre Amarela.

Cinco equipes da SMS fazem a vacinação de bloqueio em moradores da comunidade de Forquilha de Baixo. Além disso, foi montado um esquema de imunização em três Unidades Básicas de Saúde do Município.

Nesta quarta (10), as vacinas serão aplicadas no PSF Cohab. Na quinta-feira (11), será a vez do PSF Central. Já na sexta-feira (12), o PSF Várzea que recebe a população. Em todos os Postos, o mutirão de trabalho começa às 7h e segue até às 18h.

A cobertura vacinal em Carmo da Mata contra a Febre Amarela está estimada em 70% da população de 13 mil habitantes. Mas com os mutirões nos PSF’s, a expectativa é que 100% dos moradores do município estejam imunizados até sexta.

O último óbito em Minas ocorreu em Brumadinho (região Metropolitana de Belo Horizonte), dia 31 de dezembro passado. O laudo positivo da doença para a vítima foi confirmado pela Secretaria de Estado de Saúde na última sexta-feira (05).

Siga o TREM

→ No Twitterhttps://goo.gl/6ZYWzc

→ No Instagramhttps://goo.gl/1Ez5UM

→ No YouTubehttps://goo.gl/afzw13

trem-de-ler

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *