Prefeitura vai deixar o lixo de quem não seguir coleta seletiva

Lixo que não for enviado corretamente vai fica para trás (Fotos/Douglas Caputo)

Depois de sete meses da implantação da coleta seletiva em São Tiago e várias campanhas de conscientização, “boa parte dos moradores ainda não separam corretamente o lixo e enviam materiais inadequados ou misturados para a Unidade de Triagem e Compostagem de Resíduos do Município (UTC)”, o alerta é da coordenadora da Unidade, Ivanice Campos.

Em reunião com servidores na última sexta-feira (10), a Administração Municipal resolveu endurecer o cerco durante a coleta. “O caminhão de lixo só vai pegar os materiais que podem ser enviados para UTC. Os moradores também devem seguir os dias corretos de descarte para cada tipo de resíduo (veja baixo). Quem não cumprir as regras, vai ter o lixo deixado para trás”, afirma o prefeito, Denilson Silva Reis.

coleta-seletiva-sao-tiago-mg
O que você envia para a UTC?

A medida é uma forma de reduzir os gastos com a condução de material para aterro sanitário de Juiz de Fora. “Quando as pessoas misturam resto de comida com recicláveis, como garrafas pet ou latas de alumínio, os resíduos que poderiam ser vendidos para a reciclagem viram rejeitos e têm que ser levados para o aterro na Zona da Mata”, comenta Ivanice.

Envio que sai caro para os cofres públicos. “O aterro sanitário de Juiz de Fora cobra R$ 60 por cada tonelada de lixo que recebe. Por mês, a UTC chega a encaminhar uma média de 110 toneladas, o que dá R$6,6 mil. Se as pessoas separem o lixo corretamente, esse volume para o aterro vai ser reduzido e, consequentemente, será barateada a manutenção da UTC”, conclui Ivanice.

Além das despesas com o aterro sanitário, a condução do material representa um gasto significativo para o orçamento municipal. Segundo Reis, “a estimativa é de que, em um ano, só com o transporte de lixo, a Prefeitura terá desembolsado pelo menos R$250 mil. Reduzir o lixo enviado para Juiz de Fora, é reduzir os gastos da comunidade”, completa.

Coleta correta

coleta-seletiva-sao-tiago-mg
Separado corretamente e pronto para reciclagem

A separação correta do material que é descartado pelos moradores também é uma forma de reduzir o impacto ambiental causado pelo lixo. Mas nos últimos meses isso não tem acontecido, já que UTC tem recebido de tudo.

“Entulho de construção, fezes humanas e de animais, cabelo, bichos mortos, restos de materiais de estabelecimentos de saúde e muita matéria orgânica misturada com embalagens recicláveis. Isso contamina o material que poderia ser leiloado além de colocar em risco a saúde do trabalhadores da UTC”, enfatiza Ivanice.

A lição de casa é simples. Nas segundas, quartas e sextas, em sacolas diferentes, devem ser enviados apenas o lixo orgânico e o rejeito. Nas terças e quintas, numa mesma sacola, as pessoas devem encaminhar para a coleta apenas materiais recicláveis.

É por meio da conscientização da comunidade que o município vai diminuir custos e ajudar o planeta. “Separar o lixo corretamente não é só uma atitude ecologicamente correta, mas uma forma de tornar sustentáveis os gastos com o material gerado todos os dias pelos moradores”, destaca Ivanice.

Como separar


trem-de-ler

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *