Sim. Somos drogados culturais e não conseguimos largar dos vícios que nos seduzem no ciberespaço. A “sociedade líquida” foi liquidificada pelos modismos impostos pelo ciberespaço dentro da indústria do efêmero, do mercado descartável

Mais apocalíptico do que integrado, mais pessimista que otimista. Vivemos o ópio da era descartável (Imagem da internet)
Mais apocalíptico do que integrado, mais pessimista que otimista. Vivemos o ópio da era descartável (Imagem da internet)

De tempos em tempos, as redes sociais laçam modinhas que as pessoas aderem sem mesmo saber o porquê, simplesmente seguem a onda da massa cibernética. São os chamados virais ou memes, do grego mimese, que significa cópia malfeita de algo perfeito.

Quem não se lembra da estapafúrdia dancinhaDo the harlem shaken”, ou dos brasileirosPara nossa alegriaeLuísa que está no Canadá”. Uma tristeza, mas que nos deixou em transe.

Aliás, a tal da Luísa veio embora para o Brasil, virou celebridade instantânea e passageira. Recebida com pompas no Jornal Hoje, da Rede Globo, pela demasiada sorridente Sandra Annenberg e pela versão do Ken, namorado da Barbie, Evaristo Costa. Um sucesso.

Essa semana não chegou a ser um tsunami, mas a marolinha que que agitou as redes sociais veio com a #hashtag “Desafio aceito”, legendando uma foto preto e branco. Mas que trem foi esse?

Quem curte uma dessas postagens é “convidado” a participar do jogo. A pessoa que curtiu, recebe uma mensagem inbox com um texto desafiando-a a postar uma foto do mesmo tipo:

Oi, não sou adepta, mas essa foi por uma boa causa, então aí vai: tem que colocar na tua linha do tempo uma foto tua em preto & branco pela luta contra o câncer e escrever: #DesafioAceito. Manda essa mensagem para todos que curtirem tua foto.

Como se fosse num passe de mágica, pipocaram no feed de notícias postagens desse tipo. Uma bizarrice sem fim. Bizarrice porque muitos que o fizeram nem sabiam o porquê. Mais uma vez, simplesmente acompanharam a massa.

Segundo o site Uol, não se sabe ao certo como a campanha começou ou se alguma entidade de combate ao câncer estava envolvida. Mas o #desafioAceito é uma hashtags antiga, usada em desafios de superação pessoal (como perda de peso) ou em mobilizações para pegadinhas.

Há cerca de um mês, a atriz da série “Barrados no Baile”, Shannen Doherty, publicou fotos em preto e branco do momento em que raspou o cabelo no tratamento contra um câncer de mama. Mas não está claro se isso teve relação com a criação da campanha.

Independe do que seja, ou de de venha, somo nós, eu e você, na marola da vez. Sem muito pensar, surfando numa onda coletiva. Por enquanto, continuemos procurando Pokémons, até que outra novidade descartável reforce nosso papel de drogados culturais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *