Geadas: Emater emite laudos gratuitos para pequenos produtores afetados pelo frio intenso

Os laudos da Emater vão permitir que produtores acionem linhas de crédito ou mesmo o seguro rural, que pode cobrir danos causados pelas geadas dos últimos dias

emater laudos geada
Campos das Vertentes está na lista de regiões afetadas

A Emater vai emitir laudos técnicos para produtores rurais que tiveram prejuízos com as últimas geadas. A documentação é gratuita para a agricultura familiar e os pedidos devem ser feitos até 30 de setembro.

Uma reunião emergencial entre a Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Emater e Epamig está marcada para esta segunda (02).

O encontro vai avaliar ações de apoio a produtores rurais que tiveram suas atividades afetadas por geadas. Embora o foco da Emater seja o café, outros produtos também podem conseguir o laudo. Exemplo disso são hortaliças, fruticultura, floricultura e pastagens afetadas pelas geadas.

“Esses laudos são de extrema importância para que os produtores acessem novas linhas de crédito ou as linhas de financiamento vigentes e, até mesmo, o seguro rural”, afirma o presidente da Emater, Otávio Maia.

Os trabalhos serão coordenados pela Emater e pela Epamig. Elas vão atuar junto às cooperativas de café das regiões afetadas e outras entidades, para mapear as áreas atingidas pela geada e encontrar meios de apoiar os produtores.

Emater: geadas atingem 173 mil hectares

emater laudos geada
Estimativa é que geada afetou 9,5 mil produtores

Segundo a Emater, informações enviadas pelos escritórios locais da empresa até quinta-feira (29) dão conta de que área total de café atingida pelas geadas é de 173,6 mil hectares. A estimativa do número de cafeicultores afetados chega 9,5 mil.

“Recebemos muitas solicitações, de produtores e prefeitos, para a emissão de laudos que comprovem o impacto das geadas nas lavouras. Para atender à demanda, mobilizamos equipes do Certifica Minas Café e de coordenadores técnicos regionais da Emater, que vão apoiar os técnicos locais”, diz Maia.

A Emater orienta que, neste momento, não se deve realizar nenhum trato cultural como poda, recepa ou erradicação de plantas. A empresa elaborou um guia com recomendações para os produtores (clique aqui para acessar).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enviar mensagem