Festival Artes Vertentes reúne artistas de diversos países em diálogo sobre a loucura

Diferentes expressões artísticas estarão reunidas na cidade histórica. Juntas, elas propõem um debate sobre o que é ser louco

"Eu juro que é melhor, não ser um normal, se eu posso pensar que Deus sou eu (Foto divulgação)
“Eu juro que é melhor, não ser um normal, se eu posso pensar que Deus sou eu” (Foto divulgação)

O Festival Internacional de Artes de Tiradentes – Artes Vertentes – rola entre os dias 8 e 18 de setembro. O evento contempla campos das artes visuais, música, literatura, artes cênicas e cinema, em uma programação com mais de 50 atividades. Boa parte delas é gratuita.

Segundo a organização do evento, “esse formato, presente desde a criação do Festival, em 2012, pretende possibilitar um rico diálogo entre diversas culturas, artistas e linguagens artísticas”.

Com direção artística de Luiz Gustavo Carvalho, todas as linguagens artísticas se complementam no tema “Elogio à Loucura”. Homônimo ao livro do teólogo Erasmo de Roterdã, o Festival quer potencializar o dialogismo através da arte.  

“A proposta é manter um intercâmbio de alto nível entre o rico patrimônio artístico e cultural de Minas Gerais e de outros lugares, permitindo encontros, reencontros e descobertas do público por meio da arte e, principalmente, o desejo de dialogar”, comenta Carvalho.

As atividades acontecerão em lugares de relevância histórica e de importância no patrimônio arquitetônico da cidade como a Matriz Santo Antônio e a Igreja do Rosário, SESI Tiradentes e Centro Cultural Sobrado Quatro Cantos da UFMG. Em 2016, o Festival se estenderá à vizinha São João del-Rei, com exposição no Centro Cultural da UFSJ.

Este ano, o evento rende homenagem a Nise da Silveira, psiquiátrica brasileira que se opôs ao confinamento, eletrochoque e a lobotomia. Ela revolucionou o tratamento dado aos pacientes através da arte e será a protagonista do Festival Artes Vertentes na sua quinta edição.

Clique aqui para ver a programação completa.

2 comentários em “Festival Artes Vertentes reúne artistas de diversos países em diálogo sobre a loucura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *