Horário de verão deve permanecer em 2017

horário-de-verão-2017
Mais uma edição

Mesmo com manifestações contrárias, o horário de verão deve continuar em 2017. A previsão de início do fuso está prevista para o dia 15 de outubro e o término para 17 de fevereiro de 2018.

Em reunião com equipe de governo nesse domingo (24), o presidente Michel Temer continuou avaliação que poderia cancelar o horário de verão. Enquanto aguarda uma análise do Ministério de Minas e Energia, Temer sinaliza que a mudança no relógio deve permanecer por mais este ano.

Na última edição do horário de verão, entre 16 de outubro de 2016 e 19 de fevereiro de 2017, a economia foi de R$159,5 milhões. Já que não foi preciso acionar usinas termelétricas para complementar a geração de energia.

A informação, da Folha de S. Paulo, ainda dá conta de que a economia foi maior na edição 2015/2016. Naquele período, a hora adiantada gerou uma poupança de R$162 milhões. É que o horário de verão permite maior uso de iluminação natural no início da noite.

As únicas regiões do Brasil livres da mudança de horário são o Norte e Nordeste. Desde 2008, um decreto do executivo nacional prevê as datas de início e fim da estratégia de economia de energia.

A primeira vez que o horário de verão vigorou no país foi entre os anos de 1931/1932. Continuamente, o esquema não sofre nenhuma interrupção desde 1985.