Miopia em crianças piora durante pandemia, diz estudo

O uso mais frequente de telas de aparelhos eletrônicos está associado ao aumento da miopia em crianças. Reduzir o tempo dos pequenos em frente aos dispositivos pode evitar a doença  

miopia em crianças
Reduzir o tempo de tela é o mais indicado

A miopia em crianças apresentou progressão durante a pandemia. A afirmação é do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), que publicou estudo realizado entre abril e junho deste ano.

Sete em cada dez médicos ouvidos pela pesquisa apontam a progressão de casos de miopia em crianças durante o isolamento da pandemia. O estudo entrevistou 295 oftalmologistas com diferentes especialidades.

Apesar de não haver unanimidade entre os médicos, 75,6% apontam que o uso de dispositivos eletrônicos durante o isolamento foi o responsável pelo aumento do grau de miopia em crianças.

Para 22% dos entrevistados, o agravamento da miopia em crianças pode estar relacionado ao uso dos eletrônicos. Mas, para esses especialistas, apenas celulares e tablets interferem na progressão da doença.

Menos de 3% dos médicos não veem relação entre o avanço da miopia e o uso de equipamentos eletrônicos.

Miopia em crianças: prevenção

É quase unanimidade entre os oftalmologistas, 98,6%, que a redução do tempo em frente às telas pode prevenir a piora do quadro da doeça em crianças. Por isso, eles defendem as orientações da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP).

Segundo a SBP, crianças menores de dois anos não devem ser expostas às telas, mesmo que passivamente. Entre os pequenos de dois a seis anos, o limite é de uma hora por dia.

Já para o grupo de crianças com dez anos de idade ou mais, o uso das telas deve se limitar a duas horas por dia.

Para o CBO, a melhor forma de prevenir a miopia em crianças é limitar o tempo de uso das telas, fazer pausas regulares e, sempre que possível, praticar atividades ao ar livre, mesmo que no quintal ou na varanda de casa.

A miopia ocorre quando o foco visual se forma antes da retina, causando dificuldade para enxergar com nitidez o que está longe. Segundo a Organização Mundial da Saúde, entre 2020 e 2050, estima-se que a alta miopia cresça 89% no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enviar mensagem