Movimento Students for Liberty Brasil seleciona novos coordenadores

movimento-students-for-liberty-brasil-eleicao
Inscrições abertas (imagens de divulgação)

O Movimento “Students for Liberty Brasil” (SFL) está com processo seletivo aberto para entrada de novos coordenadores até quinta-feira (23). Os interessados podem se inscrever no site da instituição, espalhada pelos cinco continentes.

O SFL é uma organização independente, sem fins lucrativos e que não está ligada a nenhum partido político. Fundada em 2008 em Washington (EUA), “tem como missão educar, desenvolver e capacitar a próxima geração de líderes da liberdade”.

Embora se inspire no Liberalismo Econômico e Político, o SFL se pauta no pluralismo de ideias. Em entrevista por telefone, o coordenador estadual (MG) do Movimento, Banes Junior, argumenta que, para a organização, vale um diálogo que não seja polarizado.

“É importante garantir que o Movimento Estudantil mineiro passe por uma profunda mudança. Isso através da reflexão, demonstrando a importância do debate e do respeito às diferenças de opiniões”, defende o coordenador mineiro.

No Brasil, a organização conta com 1037 lideranças (pessoas). Em Minas Gerais são aproximadamente 120 coordenadores. O estado também é o que tem maior número de inscritos para o processo seletivo de coordenadores, 175 até o momento. A maioria deles estudantes das Federais de Lavras e de São João del-Rei.

Movimento: como funciona?

movimento-students-for-liberty-brasil
Debate aberto

O SFL é uma instância independente das Universidades. No entanto, possui grupos de estudos que têm vínculos com as Instituições de Ensino Superior. É por meio desses grupos que o SFL pretende aprofundar a formação de novos líderes.

“Os grupos de estudo são espaços para nos prepararmos, formamos argumentos pela Liberdade. Acreditamos num debate livre. Não podemos deixar de debater com pessoas que tenham ideologias diferentes. É por meio dessas discussões que chegamos a um bem comum”, comenta Banes, que é estudante de Engenharia de Bioprocessos, no campus Alto Paraopeba da UFSJ, em Ouro Branco.

Além dos grupos de estudos, o SFL tem programas de intercâmbio, acesso gratuito a materiais sobre Liberalismo, oportunidade de participação em eventos nacionais e internacionais. Isso tudo graças às parcerias entre o Movimento e instituições de fomento ao ensino.

Em Minas Gerais, além de estudantes da UFLA e UFSJ, alunos da UFMG, UFJF, UFU, UFOP e UFV participam das atividades do SFL.

trem-de-ler

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *