Nova leva de estudantes faz Enem no fim de semana

Candidatos que não conseguiram fazer as provas em novembro, terão maratona de testes sábado e domingo. Para 2017, MEC anuncia três mudanças no sistema de avaliação  

Nova rodada de provas acontece este fim de semana. Alunos reclamam da ansiedade (Foto: Marcos Santos/USP Imagens)
Nova rodada de provas acontece neste fim de semana. Alunos estão mais ansiosos (Foto: Marcos Santos/USP Imagens)

O final de semana, dias 03 e 04 de dezembro, vai ser de provas para alunos que não fizeram o Enem no início de novembro. É que com os movimentos de ocupação em escolas e universidades, o Ministério da Educação (MEC) suspendeu a prova para 277.624 mil candidatos.

Minas Gerais lidera o ranking entre aqueles que não fizeram os testes na data inicial, 72.302. Em São João del-Rei, cidade que centraliza aplicação do Exame nas Vertentes, 4,5mil pessoas tiveram os testes adiados (assista ao vídeo baixo). O são-tiaguense Gabriel Tadeu está nesta lista de remanescentes.

“Embora tenha tido mais tempo para aprofundar os estudos, considero que ter de esperar mais um mês me atrapalhou bastante. A ansiedade que antes estava grande, agora está duplicada”, desabafa o estudante.

Camille Gallo já estuda na UFSJ, mas optou por fazer o Enem mais uma vez. Ela declara, que um mês não dá tempo suficiente para estudar para o Exame. Contra a já universitária também pesa a ansiedade.

“Eu acho que esse adiamento da prova serviu ao mesmo tempo para poder revisar algumas coisas, mas não estudar tudo completamente e também para aumentar a ansiedade, a expectativa”, enfatiza Camille.

O MEC garantiu que a nova rodada de provas vai ter o mesmo nível daquelas aplicadas dias 05 e 06 de novembro, cuja redação cobrou formas de acabar com a intolerância religiosa no Brasil (clique aqui para ver outros possíveis temas).

A primeira aplicação do Exame, contou com vários escândalos. Em Minas, candidatos de Governador Valadares fraudaram a prova, foram descobertos e presos. Em Belo Horizonte também. Quadrilha faturava alto para passar gabarito para os alunos.

Mudanças

O MEC anunciou alterações no Enem. A isenção da taxa só será aceita nas três primeiras tentativas da prova. A partir da quarta, os candidatos terão de pagar pelas inscrições que hoje custam R$68.

Segundo a pasta do Governo, essa medida é para economizar os R$92 que fica cada avaliação aplicada. Para se ter uma ideia do prejuízo em 2016, a aplicação de mais uma rodada de provas vai custar R$ 10.512.564,33 milhões, segundo o MEC.

O Enem também não aceitará mais a participação de treineiros, estudantes secundaristas dos 1º e 2º anos que fazem com a intenção de conhecer a logística do exame. Somente este ano, um milhão se inscreveram nesta categoria.

Os resultados do Enem também serão afetados. Isso porque a partir do ano que vem  o teste servirá apenas para acesso ao ensino superior e não mais ao candidato que pretende obter o certificado de conclusão do ensino médio.

Com: Talita Ribeiro – Estudante de Jornalismo/UFSJ

Edição – Douglas Caputo – MTB:18844/MG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *