Os principais problemas foram na classificação do tipo. Alguns que se dizem extravirgem apresentam acidez alta, o que os classifica como virgens, menos saudáveis

Associação de defesa do consumidor constata adulteração em oito marcas de azeite (imagem da internet)
Associação de defesa do consumidor constata adulteração em oito marcas de azeite (imagem da internet)

“Comprar gato por lebre”. Apesar do clichê, foi a essa conclusão que chegou a Associação Proteste depois de testar azeites comercializados no Brasil. Das 20 marcas postas à prova, oito foram denunciadas por enganar o consumidor. Essa é quinta vez que a instituição avalia os óleos extraídos de azeitonas.

Segundo os testes, as marcas Figueira da Foz, Tradição e Quinta d’Aldeia são reincidentes nas fraudes, que ganhou mais um comparsa, o Pramesa. Análise em laboratório comprovou adulteração do produto por adição de outros óleos vegetais, o que não é permitido por lei.

Já os azeites Qualitá, Beirão, Carrefour Discount e Filippo Berio, apesar do autodenominado extravirgem (acidez inferior a 1%), foram classificados por análise sensorial com virgens (acidez até 2%).

Outros três que se dizem extravirgem também foram reprovados no teste laboratorial. Figueira da Foz, Tradição e Quinta D’Aldeia foram classificados como lampantes (adequados somente para uso industrial por conta da alta acidez).

Boa notícia

Cinco marcas que haviam sido avaliadas como virgens em 2013, agora apresentaram um azeite melhor, de fato extravirgem. Foram os casos de La Española, Carbonell, Serrata, Gallo e Borges.

O produto mais bem avaliado no teste foi o Cocinero, indicado como autêntico azeite extravirgem, que apresentou excelente qualidade, apesar de sua embalagem de plástico (garrafas de vidro escuro tendem a conservar melhor o alimento). 

Além disso, o Cocinero obteve o melhor custo-benefício entre os produtos analisados. O ponto negativo é o rótulo que precisa de adequações, uma vez que não informa a data de envase do produto.

As marcas testadas pela Proteste foram: Andorinha; Beirão; Borges; Carbonell; Cardeal; Carrefour; Cocinero; Figueira da Foz; Fillippo Berio; Gallo; La Espanhola; La Violetera; O-Live; Pramesa; Qualitá; Quinta d’Aldeia; Renata; Serrata; Tradição e Taeq.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *