paz-interior
Osho. Quem é o mestre do mestre?

Osho, um líder espiritual do século 20, no “Livro das Transformações”, conta uma parábola na qual um discípulo indaga a seu mentor, prestes a morrer, sobre quem teria sido o seu mestre. E eis que o discípulo escuta:

“É difícil para eu encontrar uma resposta, porque aprendi de quase todos. Toda a existência foi meu mestre. Aprendi com cada pequeno evento em minha vida. E sou grato a tudo que aconteceu, porque a partir de todo esse aprendizado eu me tornei quem eu sou”.

Refletir sobre esta resposta dada ao discípulo levanta questões: o que fazer das experiências que se vive? Como olhar para os fatos que ocorrem no decorrer da vida?

paz-interior
É possível ressignificar os fatos para obter a paz interior

Há quem maldiga a vida, queixando-se sempre do que acontece, tornando as experiências pesadas e negativas.

Mas há quem, como o mentor da parábola, agradeça às experiências vivenciadas e como elas são edificadoras do ser.

Na verdade, se experiências ou fatos são bons ou ruins, é apenas uma questão de julgamento. A real importância está no olhar que direcionamos para a vida.

Quem enxerga com amargura, renegando as experiências e remoendo sentimentos ruins por elas, vive no caos do desassossego e de uma mente perturbada.

paz-interior
Sinta cada experiência com serenidade

Vive em desalinho entre os desejos da alma e a realidade da vida. Pessoas assim tornam suas emoções conturbadas e negativas, afetando a saúde e o meio em que vive.

Mas, quem, através de uma profunda escolha por se alegrar, consegue olhar para as experiências com gratidão e incluí-las em seu ser, com amorosidade e aceitação, alcance a serenidade.

E, não livre dos sofrimentos e problemas cotidianos, essas pessoas vivem em harmonia com a realidade e os próprios desejos, levando uma vida com espaço para a paz interior.

Afinal, a questão não está no que acontece e nos fatos que se sucedem, mas sim no como se olha para as experiências da vida.

trem-da-vida

trem-de-ler

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *