Prefeito de São Tiago recebe primeira dose de vacina contra covid

O prefeito São Tiago, Alexandre Vivas, respeitou a fila de espera e foi vacinado contra a covid nesta segunda (23). Para o executivo, a primeira dose é motivo de alegria e tranquilidade para exercer o cargo que requer muita exposição e risco de contágio

Prefeito de São Tiago
Aos 32 anos de idade, prefeito esperou sua vez na fila de vacinação

O prefeito de São Tiago, Alexandre Vivas (Patriota), recebeu a primeira dose da vacina contra a covid na manhã desta segunda (23).

O imunizante da Pfizer foi aplicado no posto do Cerrado. A segunda aplicação está marcada para 16 de novembro.  

Aos 32 anos de idade, Vivas respeitou a fila de espera da vacinação. Apesar de algumas pessoas não acreditarem nisso.

“Tendo em vista que ocupo o principal cargo da municipalidade, muitos duvidavam que eu ainda não havia sido vacinado”, afirma o prefeito.

Embora o cargo exija viagens e uma média de 20 reuniões semanais, Vivas acentua que nunca teve a intenção de furar a fila.

“Aguardei chegar minha vez, apesar de saber dos riscos por causa do aumento no número de casos nas últimas semanas em São Tiago”, declara o prefeito.

Vivas acredita que a vacinação deve andar mais rápido a partir de agora. Isso porque uma nova remessa de doses está prevista para a próxima quarta (25).

“Além disso, em conversas com a Regional de Saúde, fomos informados que os municípios que já atingiram a faixa etária dos 18 anos não vão receber mais doses, o que vai compensar o atraso em outras cidades”, argumenta o prefeito.

Segunda dose

Vivas aproveita ainda para lembrar a importância das pessoas voltarem aos postos para tomarem a segunda dose.

“A imunização só fica completa com a segunda aplicação dentro do prazo. Assim que chamadas, as pessoas devem ir aos postos receberem o ‘reforço’ para que as vacinas não percam a eficácia”, enfatiza o prefeito.

Além disso, o executivo ressalta que, mesmo vacinadas, as pessoas não podem abrir mão de medidas preventivas como o uso de máscara, o distanciamento social e a higiene das mãos.

“A pandemia ainda não acabou. A vacina é uma das medidas de proteção, mas temos que manter os demais protocolos para evitar o retorno da pior fase que enfrentamos”, conclui o prefeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enviar mensagem