Conheça os três termos essenciais da fotografia

termos-essenciais-da-fotografia
Faça um upload no seus clicks

Este é o momento decisivo para fazer um upgrade em seus cliques. Capturar imagens como um profissional requer sensibilidade e intuição para decidir o instante certo de disparar a câmera, conforme ensinou um dos mestres da fotografia do século 20, o francês Henri Cartier-Bresson, que dedicava horas a fio para transcrever visualmente acontecimentos e desejos.

Mas, além de talento, dominar técnicas e equipamentos é fundamental para quem sonha em se destacar no competitivo mercado de imagens, com um tráfego frenético no ciberespaço.

Por isso, se você quer lacrar com fotografias que alcançam centenas de curtidas, que tal aprender três dicas que vão aperfeiçoar seu hobby ou trabalho?

  1. Diafragma  

termos-essenciais-da-fotografia
Luz

É composto por lâminas finas que ficam dentro das objetivas (lentes). O diafragma é responsável pela quantidade de luz que entra na câmera e incide sobre o sensor, local em que é formada a imagem.

O fotógrafo pode escolher o tamanho de abertura do diafragma, numa escala medida pelo chamado número f. Quanto menor for essa abertura, menos luz vai entrar na câmera.

A escala do diafragma ainda determina outro tópico que o fotógrafo deve conhecer para chegar ao resultado final do clique com excelência, a profundidade de campo. Esse elemento determina o ponto de foco dos motivos fotografados em diferentes planos.

Agora que você já sabe o que é o diafragma, que tal aprender mais um conceito para arrasar nas fotografias?

  1. Obturador

termos-essenciais-da-fotografia
Velocidade

Ele funciona como uma cortina que se abre e fecha. É a velocidade dessa cortina, dada em frações de segundos, que determina o tempo de exposição do sensor à luz.

Assim, o obturador pode ser regulado para ficar aberto por mais ou menos tempo. Essa técnica determina ajustes a serem feitos na câmera em função da luz ambiente e da quantidade de movimento da cena.

A configuração do obturador em alta velocidade é ideal para motivos bastante agitados, como numa corrida de carros, quando é preciso congelar o objeto fotografado. Não por acaso as velocidades altas são indicadas para todas as coberturas esportivas, as quais possuem muitas pessoas e objetos em movimentos rápidos.

Com o obturador em velocidade lenta, aumenta-se o tempo da luz que entra na câmera. Mas, se essa configuração for usada em cenas agitadas, pessoas e objetos vão sair borrados. Para essas exposições longas, recomenda-se o uso de tripé, que estabiliza a máquina e evita os borrões. Agora que você sabe como funciona o obturador, que tal aprender mais sobre luz?

  1. ISO

termos-essenciais-da-fotografia
Estilo

Essa configuração aprece em câmeras amadoras e profissionais. Ela indica a sensibilidade do sensor à luz. Na época dos filmes de celulose, o termo era conhecido como ASA. Em ambos os casos, a configuração está ligada à quantidade de luz ambiente e à necessidade de se compensar a perda de luminosidade. Para cenários escuros, o ISO deve ser aumentado e vice-versa.

Porém, é bom dosar o recurso. É que quanto mais alto o ISO, maior será a granulação, o que deixa a fotografia menos límpida.

Mas os pontinho que aparecem com o ISO elevado podem dar um toque especial, vintage à sua imagem. Então, ao saber configurar diafragma, obturador e ISO, você vai fazer a diferença e, quem sabe, até se tornar um profissional do ramo!

É claro que a fotografia profissional tem outras técnicas e é a prática que determina o aperfeiçoamento do profissional. Mas com essas três dicas, você já está preparado para fazer bonito.

Se você curtiu este post sobre termos essenciais da fotografia, compartilhe com seus amigos nas suas redes sociais agora mesmo. Então, bora pôr em prática o que aprendeu?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *