Escolas de São Tiago permanecem com ensino a distância

Profissionais da Educação entendem que ainda não é momento de retornar e apostam no ensino remoto até que segurança sanitária esteja sob controle

Secretária de Educação de Minas, Julia Sant’Anna, em coletiva de imprensa nesta quinta (1º)

O Comitê Extraordinário Covid-19, ligado ao governo do Estado, liberou a retomada das escolas com o ensino híbrido (presencial e remoto) nos municípios que estão na faixa vermelha do Plano Minas Consciente. Até o momento, podem retornar as instituições de anos iniciais do ensino fundamental.

No entanto, a decisão do Estado não se aplica às regiões que estão na onda vermelha com Cenário Epidemiológico e Assistencial Desfavorável (com incidência de casos e espera por atendimento elevadas).

Embora a macrorregião Centro-Sul, da qual São Tiago faz parte, não seja mais classificada nesse Cenário, há um decreto Municipal que suspende as aulas presenciais até 31 de dezembro deste ano.  Fator também levado em conta pelo Estado para definir a volta às aulas.

Com isso, as escolas de São Tiago, de diferentes níveis de ensino, continuam com ensino remoto. Como já noticiado pelo Trem de Ler.

“Estaduais”

Por enquanto, ensino a distância

A diretora da Escola Estadual Afonso Pena Júnior, Beatriz Oliveira, concorda que este ainda não é o momento para o retorno da instituição que contempla alunos do 6º ano do ensino fundamental ao 3º ano do ensino médio.

“Se em setembro ou outubro houver um estudo fundamento sobre os índices da pandemia, com segurança sanitária no território, nós poderíamos voltar com o modelo híbrido”, comenta Beatriz.

Mas para a diretora, o ideal é que este ano continue com um ensino remoto engajado para uma possível volta em 2022, quando a maior parte da população já deve estar com o esquema vacinal completo.

“Neste segundo semestre, prepararíamos melhor as escolas para uma volta mais segura no ano que vem, mas ainda em sistema híbrido. A normalidade do ambiente escolar só voltar quando a pandemia passar”, enfatiza Beatriz.      

A diretora da Escola Estadual Henrique Pereira Santiago, Fabiana Avelar, concorda. Ela revela que é vontade dos pais que o ensino continue de forma remota. Isso porque o comportamento do coronavírus ainda é muito incerto, mesmo para a comunidade escolar que abrange alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental.

“Em reunião online com os pais, eles relataram que ainda é cedo para expor os alunos ao ensino híbrido. Mesmo porque os meninos iriam à escola duas ou três vezes por semana. Os familiares dos estudantes disseram ainda que, por conta da idade, a adaptação à rotina seria mais complicada, já que as crianças se acostumaram ao ensino remoto”, destaca Fabiana.

Apesar de ser um desejo da diretora ver a escola cheia, ela considera que a pandemia ainda não permite essa cena. “Os funcionários já tomaram a primeira dose da vacina, mas não sabemos como as variantes do vírus podem afetar profisionais, alunos e seus familiares”, declara Fabiana.   

Critérios

Em matéria publicada no Agência Minas, o governo do Estado informa que o retorno das escolas da rede estadual de Minas é “facultativo” e respeita os seguintes critérios:


1- o município possui um decreto que impede o retorno presencial;
2 – a escola ainda está em preparação para implementação do ensino híbrido;
3- a escola não oferece os anos contemplados no cenário pertinente à onda sanitária da sua cidade.
4 – o município encontra-se em uma situação de onda vermelha com cenário epidemiológico e assistencial não favorável.

2 thoughts on “Escolas de São Tiago permanecem com ensino a distância

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enviar mensagem