Criança que teria sido torturada em Capelinha vai morar com pai

A criança chorou quando soube que ia para Brasília. Mas se acalmou com o abraço do pai. Irmão da menor continua em Capelinha, com os tios maternos

criança
Em um novo Distrito

A criança de três anos de idade que teria sofrido maus tratos e tortura no distrito de Mercês de Água partiu para Brasília nesta quinta (15). O pai da menor de três anos veio a São Tiago e buscou a filha.

Segundo a conselheira tutelar Janaína dos Santos, a criança ficou nervosa quando soube que ia embora com o pai. Até então, ela estava morando com o tio materno.   

“Ela chorava e dizia que não queria ir com o papai. Mas parece que ela fez uma associação com a figura do padrasto, a quem ela também chamava de papai”, conta Janaína.

A conselheira explicou a situação para a criança. “Eu dei um abraço bem forte nela e a entreguei para o pai. Ele também a abraçou e ela parou de chorar na mesma hora. Ela até sentou por conta própria na cadeirinha do carro do pai”, completa Janaína.

Pai que parece ser “uma pessoa bem controlada, ponderada”, conforme avaliação da conselheira. Ela conta que o homem tem outros três filhos e já é avô. Além disso, Janaína diz que ele ficou “consternado” ao tentar assistir ao vídeo da criança sofrendo maus tratos.

“Ele não conseguiu terminar de assistir as imagens que foram gravadas escondidas por vizinhos. Ele disse ainda que ficou muito assustado com a postura da mãe, já que quando moraram juntos, ela era muito carinhosa”, reproduz a conselheira.

Caso

O registro do caso de supostos maus tratos e tortura ocorreu no domingo (11). Vizinhos filmaram a mãe dando banho de mangueira na criança. Quando o padrasto se aproxima, a menor pede ajuda, mas ele não faz nada. As cenas ainda mostram o momento exato em que a mãe dá tapas violentos nas costas da menina.

Ao ler a reportagem publicada com exclusividade pelo Trem de Ler ,na segunda (12), o pai acionou o Conselho Tutelar e disse que viria nesta quinta buscar a criança.

O casal suspeito de maus tratos e tortura segue preso em São João del-Rei. O pai já entrou com pedido de guarda, pois a mãe aguarda julgamento na prisão, segundo o conselheiro Roquemar Rogério da Silva.

“No entanto, o caso só encerra quando Justiça decidir se a mãe, suspeita dos crimes junto ao padrasto, continua ou não com o poder de família”, explica o conselheiro.

Irmãos separados

Com a ida para a Brasília, a criança foi separada do irmão, um menor de um ano de idade. A guarda provisória do menino ficou com o tio materno, que mora em Capelinha.  

No entanto, Janaína conta que a criança parece não ter sofrido com a separação. “O que sobressaía na relação familiar era o caos em que a criança vivia. Então, ela queria sair daquilo tudo”.

Apesar de não ser comum separar irmãos, Silva que diz que, pela configuração deste caso, foi a melhor alternativa para família. Isso porque a medida também protege o irmão.

“Embora fosse ideal que eles morassem juntos, entendemos que a separação deles foi melhor. Pois pode evitar que a situação se reverta no novo lar, uma vez que os pais são diferentes”, afirma Silva.  

Os Conselhos Tutelares de São Tiago e Brasília vão acompanhar os menores, para garantir o bem-estar das crianças.  

One thought on “Criança que teria sido torturada em Capelinha vai morar com pai

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enviar mensagem