São Tiago MG: a Terra dos Biscoitos

Muito provavelmente você já ouviu falar de São Tiago, pelas suas quitandas. Mas, a cidade do interior de Minas Gerais não é só biscoito. São Tiago coleciona tradições de pelo menos três séculos, de acordo com a narrativa oral. Assim, o município mineiro é recheado de histórias a perder de vista. Ficou curioso? Continue lendo o post que o Trem de Ler conta mais para você.

1. São Tiago MG: origem espanhola

Talvez você não saiba, mas São Tiago (MG) começou a ser povoado por espanhóis. Conforme a narrativa oral, os primeiros habitantes provavelmente eram ibéricos. Isso porque eles trouxeram na bagagem um oratório viajante com uma pequena imagem do santo que batiza a cidade. A escultura de cerca de 18 centímetros resistiu aos séculos. Por isso, é um tesouro guardado a sete chaves e que poucas vezes pode ser visto. A imagem, inclusive, faz parte do acervo tombado pelo município. Quer saber mais? Bora lá, então!

2. Biscoitos seculares

são tiago mg
Imagem do século 18 em oratório viajante

Com a formação do primeiro núcleo de habitantes, no início do século 18, iniciou-se também a tradição dos biscoitos. Isso porque a localidade está em um ponto estratégico de Minas Gerais. Ou seja, o território liga as regiões do Centro-Oeste, Zona da Mata e Sul de Minas. Não por acaso caminho de tropeiros rumo aos sertões mineiros e à Picada de Goiás. Assim, a localidade servia como ponto de descanso para os viajantes. Nas estalagens, eles eram recebidos com uma mesa farta de quitandas. Servidas fresquinhas, direto do forno a lenha. Além, é claro, de serem acompanhadas por café passado na hora como um bom mineiro gosta. Mas, como a tradição se manteve? É o que vamos te contar agora.

3. Cadernos de receitas de São Tiago MG

Para não perder a mão, as quitandeiras de São Tiago (MG) passaram a anotar as receitas. Desse modo, a caligrafia que armazenava fubá, ovos, manteiga, leite virou herança entre uma geração e outra. Assim, os cadernos de receitas – e segredos – da culinária mineira sobreviveram à passagem do tempo. Daí, os biscoitos estavam em todas as ocasiões, batizados, casórios e até velórios. Mas, foi somente na década de 1990 que empreendedores atinaram para o potencial econômico dos quitutes. Por isso, as primeiras fábricas, chamadas de padarias em São Tiago, surgiram em meados dos anos 90. E a Festa do Biscoito, quando começou? Esse é o assunto do próximo tópico.

4. Festa do Biscoito

Festa do Biscoito
Delícias da Festa do Biscoito

Com o aumento do número de padarias em São Tiago (MG), fabricantes de biscoitos se perguntaram: “por que não uma festa?”. Assim, em 1999 começaram os preparativos da primeira edição da Festa do Biscoito. Um forno de barro, igual aos de antigamente, foi montado no meio da praça central. Em seguida, começaram a levantar barraquinhas de bambu cobertas com folhas de bananeiras, local para visitantes e moradores degustarem de graça os sabores das guloseimas locais. Um palco também foi armado para apresentações culturais. Assim, a cada ano que passava, a Festa do Biscoito ganhava mais visibilidade. E o segundo final de setembro de cada ano se consolidou como a data daquela que, talvez, seja a maior Festa da culinária mineira. Além dos biscoitos, o que São Tiago tem mais para oferecer? Nós vamos te contar agora mesmo!

5. Caminhos de São Tiago MG

O município gosta de se reinventar. Por isso, em julho de 2021 foi inaugurado o roteiro turístico “Caminhos de São Tiago”. A versão mineira do circuito espanhol liga Ouro Preto a São Tiago, num total de 274 quilômetros. Ao longo de 11 cidades, os turistas podem caminhar por paisagens naturais que serpenteiam os mares de morros de Minas Gerais. De tudo tem um pouco, igrejas barrocas, culinária de doces e salgados, fazendas seculares, animais silvestres, cachoeiras e até opções para o turismo de aventura. Desse modo, o Caminhos de São Tiago de Minas Gerais é a mais nova aposta do turismo, especialmente depois do setor ter entrado em baixa por conta da pandemia. Já pensou em caminhar – ou peregrinar – por um roteiro assim? Nós esperamos por você! Ficou curioso, né?

7. Tem mais?

Cachoeira do Simplício deságua no Rio do Peixe

Uai, tem sim! Queremos te contar um pouquinho como São Tiago (MG) é hoje. De acordo com o IBGE, a estimativa é que o município tenha população com cerca de 11 mil habitantes. As principais vias de acesso são pelas BRs 381 e 040. Não tem erro. Chegando na cidade, você vai se deparar com uma imagem do padroeiro. Já no Centro, uma grande praça abriga o Forno na praça, com produção e venda de quitandas. Entre um dedo de prosa aqui e outro acolá, é fácil chegar às cachoeiras. As principais são a do Ribeirão das Fábricas, da Soledade e do Simplício. Além disso, é possível viver a experiência do dia-a-dia nas fazendas. Por isso, vários empreendedores já recebem turistas em suas propriedades. E a vida noturna, como funciona? É sobre isso que vamos falar agora mesmo!

8. Embalos de São Tiago (MG)

Embora a pandemia tenha imposto regras de funcionamento ao comércio local, as opções noturnas incluem bares com saborosos tira-gostos e restaurantes com cardápio típico da cozinha de Minas Gerais. Ainda dá para estender a noite em dois clubes que funcionavam regularmente antes da pandemia. Ufa, são tantos motivos para visitar São Tiago (MG) que seria impossível listar tudo em um único post. Então, acompanhe o Trem de Ler para saber tudo que rola na Terra dos Biscoitos, é só ativar o sininho vermelho na parte inferior da tela.

9 Como chegar a São Tiago MG?

10. Fotos de São Tiago MG

Se você curtiu essa matéria, que tal compartilhar com seus amigos? Quem sabe vocês não formam um grupo para nos visitar! Só não vale esquecer das medidas de prevenção contra a covid, ok?!

Enviar mensagem